enfrdeites
Terça, 22 Maio 2018 11:10

Os antropólogos, as terras tradicionalmente ocupadas e as estratégias de redefinição do Estado no Brasil

Escrito por

O site do INCT INEAC disponibiliza aqui o artigo da antropóloga Eliane Cantarino "Os antropólogos, as terras tradicionalmente ocupadas e as estratégias de redefinição do Estado no Brasil". 

Eliane Cantarino O?Dwyer, Antropóloga, Professora Titular do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal do Pará. É Pesquisadora de Produtividade do CNPq (PQ II), Coordenadora do Grupo de Estudos Amazônicos do Diretório de Grupos de Pesquisas do CNPq (GEAM/CNPq). É pesquisadora visitante sênior do Departamento de Antropologia da UFPA (Bolsista Capes/Fapespa) e Secretária Adjunta da Associação Brasileira de Antropologia (gestão 2017-2018). Desenvolve pesquisas etnográficas na abordagem de temas como identidade, etnicidade, organização social, práticas culturais e processos de territorialização e tem experiência na elaboração de relatórios antropológicos sobre populações seringueiras do Alto Juruá-Acre, comunidades remanescentes de quilombo do Baixo Amazonas, Pará e do estado do Rio de Janeiro e laudo antropológico para a Justiça Federal da área indígena Awá-Guajá na pré-Amazônia maranhense.

Para ler o artigo faça o download do arquivo PDF abaixo.

 

Ler 524 vezes Última modificação em Sexta, 25 Maio 2018 04:11

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.