enfrdeites
Quinta, 12 Setembro 2019 17:42

Paradigmas do Planet Hemp

Escrito por

Com a participação de pesquisadores vinculados ao INCT INEAC a BEN (Biblioteca do Engenho do Mato) e a Rede Quimera realizam no domingo, dia 15 de setembro o projeto CONVERSAS DE PRIMAVERA, nessa edição dedicada a banda Planet Hemp e inclusive com a presença do primeiro baterista da banda, Bacalhau.

"Paradigmas do Planeta Hemp" é um mix de lançamentos de livros, boas conversas e muita arte.

Conversas de Primavera incia a partir das 16:20h, com debate e lançamentos com a presença de cinco convidados:

Segue abaixo a programação completa

* Lançamento do livro "Planet Hemp: mantenha o respeito" (Belas-Letras, 496 páginas, R$ 70). Pedro de Luna conta as histórias desse ícone dos anos 1990, que se destacou misturando rap, rock and roll, psicodelia, hardcore e ragga para falar abertamente sobre a legalização da maconha no Brasil. No ano passado o Planet comemorou 25 anos de carreira.

* Lançamento da biografia “Eu sou assim Eu sou Speed” (Ilustre Editora, 160 páginas R$ 40), de Rafael Porto e Pedro de Luna. Fruto de uma extensa pesquisa, riqueza de detalhes e a imensa quantidade de imagens, quase todas inéditas, o livro imortaliza a importante produção do baixista, produtor e MC Speed (ou Speed Freaks), músico niteroiense que fez parte do início do Planet Hemp e um trabalho em dupla com o Black Alien.

* Presença do baterista “Bacalhau” – nascido em 1972, Wagner Ferreira começou tocando na banda carioca Acabou La Tequila. Ele trabalhava no estúdio Groove quando aconteceu o primeiro ensaio do Planet Hemp, que precisava de um baterista. Desde aquele dia de julho de 1993 ele se tornou o primeiro baterista oficial da banda com quem gravou os dois primeiros discos e foi preso em Brasília, em 1997, após o show no Minas Tênis Clube. Saiu do grupo em 1998 e assumiu as baquetas na banda Autoramas, com quem viajou por quase todo o mundo.

RODA DE CONVERSA

* Autor Frederico Policarpo de Mendonça Filho é professor da Universidade Federal Fluminense, coordenador do mestrado acadêmico em Justiça e Segurança e pesquisador vinculado ao INCT-InEAC, onde se dedica ao estudo do consumo de droga e do sistema de justiça criminal, entre outros. No livro O Consumo de drogas e seus controles (2016) realizado através de um trabalho de campo, o o autor nos fala do consumo de drogas na cidade do Rio de Janeiro a partir dos discursos e das práticas do direito e do saber médico, mas também a partir do ponto de vista dos próprios consumidores de drogas. Dessa forma o autor busca entender os sistemas normativos sobre as drogas nas sociedades contemporâneas. Além dessa obra , juntamente com Beatriz Labate,o autor nos presenteia organizando a apresentação de pesquisas recentes sobre a temática das drogas num diálogo interdiciplinar, reunidos no livro DROGAS, perspectivas em Ciências Humanas (2018), buscando que novos estudantes e pesquisadores se interessem pela temática.

* Autor Marcos Verissimo é doutor e mestre pelo Programa de Pós Graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense e também especialista em Políticas Públicas de Justiça Criminal e Segurança Pública pela mesma universidade. Vem se dedicando aos estudos dos conflitos relacionados às drogas e seus usos, mercados, produção e repressão e estudos de manifestações artísticas e culturais construídas por grupos sociais. Neste livro, MACONHEIROS, FUMONS E GROWERS o auto mapeia os usos, conceitos e as representações essenciais para a compreensão deste fenômeno, nos levando a uma reflaxão crítica sobre a necessária reforma da política de drogas repressiva atual.

Com Debate entre autores e professores: a tarde será recheada pelo pensamento acadêmico de Frederico Policarpo e Marcos Verissimo, dois jovens doutores em antropologia e professores da Universidade Federal Fluminense (UFF), falando sobre a cultura das drogas, seus controles e representações culturais, a partir de pesquisas realizadas no Rio de Janeiro, em Buenos Aires e em San Francisco.

Os resultados estão nos livros
"O Consumo de drogas e seus controles (2016)" de Frederico Policarpo e "DROGAS, perspectivas em Ciências Humanas (2018)" de Frederico Policarpo e Beatriz Labate e "MACONHEIROS, FUMONS E GROWERS" de Marcos Verissimo.

Após o debate haverá a exibição de vídeos, performances e palco aberto. Entrada franca.

Serviço:
ConVERSAS de PRIMAVERA – 1ª edição.
Domingo, 15 de setembro, às 16h.
Lançamento das biografias “Planet Hemp: mantenha o respeito” e “Eu sou assim Eu sou Speed”, além dos livros “O Consumo de drogas e seus controles", "DROGAS, perspectivas em Ciências Humanas" e "MACONHEIROS, FUMONS E GROWERS".

Debate com os autores Pedro de Luna e Rafael Porto, e os professores doutores da UFF Frederico Policarpo e Marcos Verissimo.

Exibição de vídeos, performances e palco aberto.

Produção:
BEM - Biblioteca Engenho do Mato.
Rede Quimera

Local:
Em frente à Praça do Engenho do Mato
Região Oceânica de Niterói.

 


+ www.facebook.com/bembibliotecacomunitaria
+ www.instagram.com/bembiblioteca

 

 

Ler 236 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.