O INCT-InEAC foi aprovado em fevereiro de 2009, pelo Ministério de...

ESTUDIOS POLICIALES

O Instituto de Investigações Jurídicas UNAM realiza, no próximo dia 18 de outubro de 2017, na cidade do México (MEX), a Sesion de Trabajo ESTUDIOS POLICIALES. A atividade contará com a participação do coordenador do InEAC, o antropólogo Roberto Kant de Lima, que participará da mesa Gobernanza y Practicas Policiales com o tema "Leis abstratas, interpretações particularizadas e rotinas informais: a aversão a protocolos e a ética policial em perspectiva comparada". Veja no cartaz a programação completa do evento. 

INTOLERÂNCIA RELIGIOSA: A CONSTRUÇÃO DE UM PROBLEMA PÚBLICO

Disponível para download no site do InEAC o artigo - INTOLERÂNCIA RELIGIOSA: A CONSTRUÇÃO DE UM PROBLEMA PÚBLICO, escrito por Ana Paula Mendes de Miranda (Professora Associada I do Departamento de Antropologia e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia – UFF, pesquisadora do Núcleo Fluminense de Estudos e Pesquisas (NUFEP) e do Instituto de Estudos Comparados em Administração Institucional de Conflitos (INCT-Ineac) – UFF, bolsista de Produtividade 2 - CNPQ.); Roberta de Mello Correa (Bolsista Pós-doc CAPES do Programa de Pós-graduação em Antropologia – UFF, pesquisadora do

"Pós-Neoliberalismo e Penalidade na América do Sul"

Publicado originalmente em espanhol em 2016, pela CLACSO,  agora sai em português, pela Fundação Perseu Abramo, o livro . "Pós-Neoliberalismo e Penalidade na América do Sul", com tradução da Ana Claudia Cifali e com artigos que fazem o balanço das questões relacionadas ao uso da prisão como mecanismo de controle punitivo no Brasil, Argentina, Bolívia e Venezuela durante a última década.

“Um dos debates mais atuais no campo dos estudos criminológicos é o que pretende interpretar e compreender o crescimento das taxas de encarceramento nos diferentes contextos nacionais. Na América do Sul, o crescimento das taxas de encarceramento nos últimos 20 anos foi extraordinário, tendo o Brasil como carro chefe, com 350% de aumento da taxa de 1992 a 2014.

“Estupro coletivo: Uma Nova Semântica nos Discursos Judiciais”

“Estupro coletivo: Uma Nova Semântica nos Discursos Judiciais” esse será tema de evento na EMERJ no próximo dia 14 de setembro de 2017. A atividade contará com a participação da professora, doutora em História Social Lana Lage, pesquisadora vinculada ao INCT InEAC.
O Núcleo de Pesquisa em Gênero, Raça e Etnia (NUPEGRE) da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro vai reunir magistrados, pesquisadores e especialistas em saúde pública em um debate sobre o estupro coletivo. Durante o encontro, a juíza Adriana Ramos de Mello, presidente do Fórum Permanente de Violência Doméstica, Familiar e de Gênero da EMERJ, e a professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ) Lívia Paiva vão apresentar dados da última pesquisa do NUPEGRE.

Comunidades Tradicionais de Terreiro ganham personalidade jurídica

O  Fórum Municipal de Religiões Afro-brasileiras - FRAB, realiza no próximo dia 1 de setembro, de 2017, no Museu Histórico do Campus dos Goytacazes, solenidade de entrega de CNPJ para comunidades Tradicionais de Terreiro, que passarão a ser personalidade jurídica como templos religiosos. . A iniciativa é feita em parceria com o Núcleo Cível da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e a atividade tem início às 17 horas.

Páginas

A UFF nas redes sociais

Fale conosco

Rua José Clemente, 73 - 9º andar - Centro - Niterói - RJ

CEP: 24020-104

Tel: (55) 21 - 3674.7823

Acervo NEPEAC: (55) 21 - 3674.7824