enfrdeites
Notícias

Notícias (932)

“Religião, democracia e a extrema direita” 

Como se comportarão os grupos cristãos ultraconservadores com um governo progressista? As estratégias midiáticas da extrema direita continuarão as mesmas? Que mecanismos e estratégias os cristãos ultraconservadoras irão utilizar contra as políticas públicas de inclusão que são contrárias a seus interesses? Como as esquerdas podem estabelecer diálogos pela democracia como o campo conservador? Essas são algumas das perguntas que o webdossiê “Religião, democracia e a extrema direita” procura responder. A publicação conta com a participação da antropóloga Ana Paula Miranda, pesquisadora vinculada ao INCT INEAC. 

A publicação, fruto de uma parceria entre ISER , traz um conjunto de artigos de destacados pesquisadores e pesquisadoras da área da ciência social da religião. A discussão sobre as dinâmicas políticas no Brasil passa hoje por olhar também os religiosos cristãos, principalmente evangélicos e católicos, suas preferências, seus discursos e práticas nas relações sociais com outros representantes da sociedade.

Os artigos contribuem para uma leitura política do Brasil contemporâneo e a pensar como coibir o avanço da extrema direita na sociedade. Entender esse fenômeno gestado há décadas e que ganhou destaque nos últimos anos é tarefa fundamental, se queremos um mundo mais justo e democrático.

Leia e baixe em iser.org.br/publicacoes ou em br.boell.org

 

 

Terça, 21 Maio 2024 02:20

Presença Cigana no Paraná

No próximo dia 22 de maio de 2024, às 14h, o Auditório Ary Florêncio Guimarães do Ministério Público Estadual do Paraná (MPPR) será palco do Encontro Presença Cigana no Paraná, marcando as celebrações do Dia Nacional dos Ciganos, comemorado em 24 de maio. O evento contará com a participação do Prof. Felipe Berocan Veiga (PPGA-UFF, INCT-InEAC e LeMetro), que ministrará uma palestra, seguida de uma mesa redonda e debate com representantes do poder público e de associações ciganas.

Organizado pelo MPPR, sob a liderança de Olympio de Sá Sotto Maior Neto, em parceria com a Associação de Preservação da Cultura Cigana - APRECI-PR (representada por Claudio Iovanovitchi), a Confederação Brasileira Cigana - CBC (representada por Nardi Casanova) e o Coletivo das Mulheres Ciganas do Brasil - COMCIB (representada por Tatiane Iovanovitchi), o encontro visa debater a situação dos povos ciganos no Paraná. Serão realizadas exposições sobre os direitos e dificuldades de acesso a políticas públicas, além de discutir as possibilidades de intervenção positiva por parte do Ministério Público na promoção dos direitos sociais desse segmento da população.

Este evento é uma oportunidade pa

 

a aprofundar o entendimento sobre a cultura cigana e suas contribuições para a sociedade brasileira, bem como para promover o diálogo e a integração entre os diversos atores sociais envolvidos na defesa dos direitos dos ciganos.

A programação completa do Encontro Presença Cigana no Paraná está disponível no site do MPPR e é aberta à participação de todos os interessados.

Serviço:

  • Data: 22 de maio de 2024
  • Horário: 14h às 17h
  • Local: Auditório Ary Florêncio Guimarães do MPPR (Rua Marechal Hermes, 751 - Curitiba-PR)

 

 

 

Atividades para Reforçar Inclusão e Justiça Racial nas Políticas Acadêmicas da UFF.

Estudantes e trabalhadores da UFF organizam eventos e atividades como parte de um esforço contínuo para fortalecer a representatividade racial e reformular as políticas acadêmicas da instituição. Em destaque, a antropóloga e professora Ana Paula Mendes de Miranda,  pesquisadora vinculada ao INCT INEAC, será uma das principais vozes nesses eventos, trazendo sua vasta experiência em profissional e de pesquisas nas áreas de justiça, racismo políticas públicas.

A agenda de atividades inclui uma reunião híbrida agendada para o dia 30 de abril no Instituto de Ciências Humanas e Filosofia (ICHF), seguida por uma mesa de debate unificada no dia 06 de maio no Instituto de Arte e Comunicação Social (IACS). Estas sessões fazem parte de uma mobilização durante a greve dos três setores da UFF, destacando a importância da inclusão racial e da atualização curricular.

Entre as pautas discutidas, estão a implementação de cotas raciais para docentes, a introdução de mais autores negros e indígenas nas bibliotecas da UFF e a reformulação das grades curriculares para refletir uma maior diversidade cultural e social. A professora Miranda contribuirá com sua expertise na análise das políticas de heteroidentificação e na luta contra as fraudes de cotas, temas críticos para assegurar a integridade e a justiça do sistema de cotas.

A comunidade acadêmica e os estudantes são encorajados a participar das atividades planejadas, que também incluem a criação de um formulário de representatividade racial para o corpo docente e uma articulação com outras universidades federais para uma abordagem mais unificada e eficaz na revisão das grades curriculares.

Essas iniciativas são um passo crucial para a UFF no caminho para se tornar uma instituição mais inclusiva e representativa, refletindo os valores de equidade e justiça social em todas as suas práticas acadêmicas.

 

 

 

O INCT INEAC e o Programa de Pós-Graduação em Justiça e Segurança (PPGJS) da Universidade Federal Fluminense realizam no próximo dia 10 de maio de 2024,  evento "Desigualdade de Tratamento e Cidadania no Brasil: Pontos e Contrapontos", com o  professor Luís Roberto Cardoso de Oliveira, da UNB.

O evento  promove um debate sobre as questões de desigualdade de tratamento e cidadania, explorando profundamente as realidades sociais brasileiras e comparando-as com outras dinâmicas internacionais, oferecendo uma nova perspectiva sobre como diferentes sistemas legais abordam a questão da igualdade perante a lei.

A atividade contará também com o lançamento do livro: “Um Olhar Antropológico Sobre as Pequenas Causas nos EUA”.

Data: Sexta-feira, 10 de maio de 2024, às 14h. Local: Sala 10 - Instituto de Administração de Conflitos - Rua Outeiro de São João Batista, s/n - Campus Valonguinho UFF - Centro - Niterói.

Para aqueles que não puderem comparecer , o evento será transmitido ao vivo pelo LEMI - Laboratório Estúdio Multimídia do INCT INEAC. Para assistir acesse o link do canal do youtube do INCT INEAC - 

https://www.youtube.com/watch?v=LS863mNpnM0

Este diálogo é essencial para acadêmicos, estudantes, profissionais de justiça criminal e todos os interessados em compreender melhor as complexidades do tratamento igualitário e os direitos de cidadania. O evento conta com o apoio do INCT INEAC e da FAPERJ.

"Desigualdade de Tratamento, Concepções de Igualdade e Justiça" esse é o tema da palestra do professor e antropólogo Luis Roberto Cardoso de Oliveira (UNB) , que acontecerá na UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA. A atividade é uma iniciativa do  Núcleo de Pesquisa em Processos Institucionais de Administração de Conflitos (NUPPIAC) e do INCT INEAC  .

Marcado para a próxima segunda-feira, 6 de maio de 2024, às 15h, este evento propõe-se a mergulhar nas complexas questões que envolvem a igualdade de tratamento e justiça no Brasil, explorando as concepções teóricas e práticas que impactam nossa sociedade.

Local: UVA - LabIdeias (sala A200) - das 15h às 18h. Universidade Veiga de Almeida - R. Ibituruna, 108 - Maracanã, Rio de Janeiro.

Este será um espaço de reflexão e discussão sobre um dos temas mais prementes de nossa época, abordando as variadas dimensões da justiça e como as desigualdades podem ser enfrentadas para a construção de uma sociedade mais equitativa.

Luís Roberto Cardoso de Oliveira pesquisas estudos sociais relacionados ao direito, e seu trabalho tem sido fundamental na análise das práticas jurídicas e das estruturas de poder que moldam as políticas de igualdade e justiça no país.

Este evento é um esforço colaborativo entre a UVA, o INCT INEAC e o Núcleo de Pesquisa em Processos Institucionais de Administração de Conflitos (NUPPIAC), com o apoio da FAPERJ.

 

Programa de Pós-Graduação em Antropologia (PPGA) da Universidade Federal Fluminense (UFF), em parceria com o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Estudos Comparados em Administração Institucional de Conflitos (INCT INEAC), realizam o evento intitulado “Implicações e Desdobramentos da Desigualdade Jurídica”,  com a presença do professor Luís Roberto Cardoso de Oliveira, da Universidade de Brasília (UNB). Ele trará sua vasta experiência e conhecimento sobre o tema, promovendo um debate enriquecedor acerca das nuances e desafios enfrentados no âmbito da justiça e equidade dentro do contexto jurídico brasileiro.

O evento será na próxima quarta-feira, 8 de maio de 2024, às 14h, e será realizado na Sala Marielle Franco – Sala 516, Bloco O, ICHF-UFF, Campus do Gragoatá.

Para aqueles que não puderem comparecer pessoalmente, o evento será transmitido ao vivo pelo LEMI - Laboratório Estúdio Multimídia do INCT INEAC, através da transmissão online, acessando o link do canal do youtube do INCT INEAC: https://www.youtube.com/watch?v=nzrejtGY0_o

 

Essa é uma oportunidade imperdível para estudantes, acadêmicos, antropólogos , cientistas sociais, profissionais do direito e todos os interessados nas dinâmicas da desigualdade jurídica no Brasil.

 Luís Roberto Cardoso de Oliveira é professor titular da Universidade de Brasília e um renomado pesquisador na área de antropologia jurídica. Sua contribuição para o estudo das relações sociais, direito e justiça tem sido fundamental para a compreensão de como a desigualdade se manifesta e é tratada dentro das instituições jurídica

s do país.

 

Página 1 de 156